Notícias

  • 18 de Maio: Dia da Luta Antimanicomial. Saiba mais!

    Na história da loucura, por muitos séculos, a medida de tratamento foi a internação, que se apresentava enclausuramento e tratamentos morais ou sobre o corpo, como castigos. Na medida em que a medicina avança sobre o conhecimento dos transtornos mentais, a psiquiatria desenvolve outras possibilidades, como os tratamentos medicamentoso, intervenções cirúrgicas e eletroconvulsoterapia. Outras terapias, como psicoterapia, laborterapia foram sendo consideradas também. Mesmo assim, continuava-se isolando os sujeitos considerados “loucos” da vida em sociedade, a ponto de mantê-los pelo resto da vida institucionalizados. Vários estudos passaram a criticar esse modelo de atendimento, muito mais patologizante que com efeitos de promoção de saúde e qualidade de vida. Assim, a reforma psiquiátrica, em vários países, passou a indicar novas formas de tratamento, dentre elas a derrubada dos muros que mantinham aquela população isolada, a presença de atividades que permitissem viver mais dignamente, como a arte, o lazer, os trabalhos em grupo, a convivência com a comunidade e o tratamento em liberdade. No fim da década de 70, muitos movimentos ligados à saúde denunciaram abusos cometidos em instituições psiquiátricas, além da precarização das condições de trabalho. O Movimento dos Trabalhadores em Saúde Mental (MTSM), com a participação popular, inclusive de familiares de pacientes – e o Movimento Sanitário endossaram a defesa aos direitos humanos e busca da cidadania de pessoas em sofrimento psíquico. Em 18 de Maio em 1987, em um encontro de grupos favoráveis a políticas antimanicomiais, surgiu a proposta de reforma do sistema psiquiátrico brasileiro. A partir de então, a data de 18 de maio tornou-se o dia de Luta Antimanicomial, que se caracteriza como um processo histórico contra as práticas institucionais que violentavam e excluíam socialmente as pessoas com sofrimento psíquico. O movimento da luta antimanicomial defende a substituição dos modelos assistenciais anteriores pelos dispositivos de atenção à saúde que permitam a convivência em sociedade, o tratamento junto a grupos e instituições que preservem suas capacidades e dignidade.   Como referência em desenvolvimento de propostas mais humanizadas de atenção em saúde mental, um dos nomes brasileiros que se destaca é da psiquiatra Nise da Silveira (1905-1999), uma das primeiras mulheres a se graduar em Medicina no Brasil. Ao trabalhar no Centro Psiquiátrico Nacional Pedro II, no Engenho de Dentro, no Rio de Janeiro, mostrou-se contrária aos tratamentos convencionais adotados pela instituição. E mantendo correspondência com o psicanalista Gustav Jung, revolucionou o tratamento clinico de pacientes ao criar um ateliê de pinturas e modelagens. O filme Nise: o coração a loucura (2016) retrata os modos de atendimento psiquiátrico na década de 1950 e a proposta inovadora de tratamento por meio da arte. Entre seus feitos, a psiquiatra fundou no Rio de Janeiro, em 1952, o Museu do Inconsciente para abrigar o acervo de seus pacientes. E em 1956, a Casa das Palmeiras, um centro de reabilitação para pacientes egressos de hospitais psiquiátricos   Para saber mais sobre o movimento de 18 de maio e os eventos do mês destinado à Psicologia, acesse: https://crppr.org.br/18m2022      
  • 18 de Maio: Dia Nacional do Combate ao Abuso e à Exploração Sexual. Saiba mais!

    O abuso sexual caracteriza-se como uma violência quando alguém pratica ato libidinoso contra a criança ou adolescente. Não é necessário que o ato se concretize carnalmente para que o abuso seja considerado, atos cibernéticos (cometidos via internet) também se enquadram nessa categoria. A exploração sexual ocorre quando a criança ou adolescente é oferecida para alguém que pagará pelos atos criminosos, ou aliciada para tal fim. Há, também, relação com o tráfico humano.  Denúncia: Disque 100 (número para violações aos direitos humanos) Além dos serviços de saúde e assistência social, os profissionais da educação estão entre os que atentam para os sinais de violações e encaminham para denúncia. Também é possível acionar o Conselho Tutelar para que algumas situações sejam averiguadas. Para entrar em contato com a Polícia Militar disque 190. PREVENÇÃO É crucial conversar com crianças e jovens sobre o corpo, sobre o que é e não é permitido. É necessário ouvir, tirar dúvidas e ficar atento caso a criança ou o adolescente mude de comportamento e passe a demonstrar atitudes diferentes das habituais. Existem materiais educativos que podem auxiliar nesse processo e, caso seja necessário, profissionais como psicólogos também podem auxiliar. Como sugestão de material para serem trabalhados os direitos das crianças, recomenda-se os livros de Thelma Alves de Oliveira, com a participação do ilustrador da obra Gabriel Rischbieter. Os livros apresentam em linguagem poética os temas sobre cuidados com as crianças e os adolescentes com vistas à promoção de um desenvolvimento saudável. Os volumes dos livros Eu sei de Mim destinam-se a crianças e adolescentes de 03 a 12 anos. Conheça mais na live de lançamento, em entrevista com a autora: https://www.youtube.com/watch?v=kdqLYOcnKEI Assim como as versões digitais: EU SEI DE MIM: https://bit.ly/euseidemim_vol1 EU SEI DE MIM AH! SEI SIM: https://bit.ly/euseidemim_vol2 E as animações de cada poema: Volume 1: https://bit.ly/animacoesvolume1 Volume 2: https://bit.ly/animacoesvolume2
  • Faltam 18 dias para o envio dos resumos. Participe do IV SEMINÁRIO EM PESQUISA ACADÊMICA E CIENTÍFICA!

    Nos dias 20 a 22 de junho, acontecerá no UniBagozzi, o IV Seminário em Pesquisa Acadêmica e Científica que trará para discussão o tema: CONVIVER NO SÉCULO XXI - UMA CONVOCAÇÃO PARA LEITURAS INTERSABERES Venha compartilhar conosco suas pesquisas acadêmicas decorrentes dos projetos integradores, trabalhos de conclusão de curso, práticas de estágio, entre outros trabalhos desenvolvidos por você na sua trajetória estudantil. Para participar basta enviar seu trabalho para o e-mail [email protected] até o dia 30 de maio. Para finalizar, inscreva seu trabalho em nosso site: https://unibagozzi.edu.br/nipe/seminario-pesquisa/ O evento é gratuito e aberto a toda a comunidade acadêmica e demais interessados.  
  • Confira capítulo do livro “Pesquisa e Prática na Formação em Psicologia” escrito pela coordenadora do curso de Psicologia!

    A coordenadora do curso de Psicologia, Profª. Me. Cláudia Cobalchini, contribuiu para a construção de um capítulo da obra lançada pela Juruá Editora: Pesquisa e Prática na Formação em Psicologia - Graduação e Pós-Graduação. O UniBagozzi parabeniza a coordenadora por enriquecer ainda mais nossa instituição com seu conhecimento e, por nos trazer um capítulo que fala sobre ações extensionistas. A obra já está disponível na versão impressa e em e-book, acesse e confira: https://www.jurua.com.br/shop_item.asp?id=29710.  
  • Alunas de Serviço Social participam de Visita Técnica de Observação Acadêmica no Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo. Confira!

    Nesta quarta-feira (11 de maio), as alunas e a coordenadora do curso de Serviço Social fizeram uma Visita Técnica de Observação Acadêmica no Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo. O Complexo é uma Organização da Sociedade Civil (OSC), localizada na cidade de Curitiba, no Paraná, que atua no acolhimento e atendimento especializado de pessoas com deficiências múltiplas em situação de risco, abandono familiar e também asilados hospitalares. A visita proporcionou às acadêmicas (Jenifer, Franciele, Miriã e Simone), uma aproximação com esta realidade conhecendo um dos espaços ocupacionais de atuação do Assistente Social. O grupo foi recebido pela Tatiane que proporcionou uma visita guiada por toda instituição, finalizando com a Assistente Social Marcela de Fatima V. de Morais, que respondeu aos questionamentos das acadêmicas com relação a sua atuação, e as atividades que desenvolve com o objetivo de garantia de direitos da população que reside nesta Instituição de Longa permanência .  
  • Escola de Gestão promove evento cultural em parceria com o Mercado Sal. Confira!

    A Escola de Gestão do UniBagozzi, em parceria com o Mercado Sal, promove o Evento Cultural "ERA SAL O QUE ME FALTAVA"! O evento busca despertar a criatividade dos acadêmicos para que criem uma apresentação cultural abordando o tema "INTELIGÊNCIA EMOCIONAL". Os alunos da Escola de Gestão devem procurar o professor/monitor responsável pelo curso para realizar sua inscrição. Venha participar e prestigiar desse momento conosco! No dia 31 de maio, às 19h, esperamos você no Mercado Sal, que está localizado no bairro Portão.
  • Oficina “Aprender a Aprender” auxiliou os acadêmicos na criação de estratégias de estudos. Confira!

    O sábado foi de muita prática no UniBagozzi! A oficina 'Aprender a aprender'proporcionou aos acadêmicos um momento de descontração que auxiliou os mesmos no seu processo de aprendizagem e a criar estratégias de estudos. O UniBagozzi parabeniza a ação promovida pelo NAPP/NAPEB (Núcleo de Apoio Psicopedagógico).
  • Acadêmicos de Serviço Social fazem visita ao CRAS Nossa Senhora da Luz. Confira!

    Os acadêmicos do 1º e 6º períodos, do curso de Serviço Social do UniBagozzi, participaram da visita de observação no CRAS Nossa Senhora da Luz. O intuito da visitação é aproximar os(as) alunos(as) da atuação do Assistente Social. Com isso, os mesmos puderam conhecer o equipamento que materializa a política de Assistência Social e a atuação profissional na execução da política pública. Além dos acadêmicos, participaram da visita a coordenadora do curso de Serviço Social do UniBagozzi, Profª. Gilcéia Santos, a coordenadora e Assistente Social, Simone Anciut Pires, Assistente Social na Diretoria de Proteção Social Básica, Lucimara Santos Orlandi.    
  • Participe da Campanha #EuVotoPela Amazônia!

    A REPAM-Brasil lançou a Campanha #EuVotoPelaAmazônia, com o objetivo de mobilizar toda a sociedade brasileira para avaliar as propostas dos candidatos e candidatas em 2022. A partir dessa reflexão, queremos eleger representantes comprometidos com a promoção da vida, da justiça socioambiental, da agroecologia, do direito à cidade e todos os direitos para a Amazônia e seus povos. Por isso, a REPAM-Brasil preparou vários debates que você pode conferir clicando no link abaixo. Cartilha_EuvotopelaAmazonia Conheça e participe da campanha! www.votopelaamazonia.org.br  
  • Participe do Seminário Estadual que abordará o tema “O Direito ao Atendimento Educacional Especializado”!

    Você é nosso(a) convidado(a) especial para participar do Seminário Estadual que acontecerá no dia 23 de maio, das 09h às 12h, no auditório do UniBagozzi. O seminário abordará o tema " O Direito ao Atendimento Educacional Especializado" e trará especialistas na área para um bate-papo. Além disso, o evento contará com uma apresentação cultural feita pelo Pequeno Cotolengo. O evento garante aos participantes certificação de 4h. Para participar é bem simples! Clique no link e preencha o formulário de inscrição. https://forms.gle/aLbH1S7heKWGpmAG6 Confira a programação!
Página 1 de 78123...51015...Última »